Arquivo da tag: Hoax

5 sextas, 5 sábados, 5 domingos

Rookie

Chega.

Já chega.

Por favor, chega de enviar correntes de e-mails me dizendo que Janeiro terá cinco sextas, cinco sábados e cinco domingos. Já não consigo mais receber essas mensagens sem espumar de raiva, por diversos motivos, e tomo meu tempo para escrever esse post, um pouco fora do tema desse blog, para dissertar sobre um de meus combates épicos: o spam mal feito.

Tenho vários combates, todos perfeitamente justificados. Coxinha comida pelo lado errado, e-mail escrito em azul (ou qualquer outra cor além de preto), e-mails @hotmail, gente que vai “guardar mesa” enquanto outra pessoa está na fila, spoilers na internet, gente que conta o final da piada quando eu estou perto de terminar de contar, mensagens-imagens de “boa quinta-feira” no grupo de WhatsApp da família, astrologia, Windows Vista, café solúvel, francês que deseja “bonne année!” em fevereiro, teclados com switch de borracha, notebooks da HP, tomada de três pinos (sou clichê assim), texto “científico” escrito em Word, gente que critica arte moderna dizendo que “fazia pintura mais bonita quando tinha cinco anos”, emissora de televisão que acha que perguntar para gente aleatória na rua o que eles acharam daquilo configura “jornalismo”, qualquer uso de caps lock que não seja para siglas; todos esses eventos são bandeiras que carrego com mais ou menos intensidade. Poucos deles, no entanto, provocam em mim meus instintos mais primitivos quanto spam mal feito, mal pesquisado, mal compartilhado.

E o e-mail das cinco sextas, sábados e domingos é um exemplo primoroso dessa ojeriza que me é evocada. Sim, janeiro 2016 é um mês com essas características, mas isso não é surpreendente ou impressionante porque não só é um evento comum, mas acontece pela simples passagem do tempo que, por definição, é a coisa mais previsível que existe. Podemos fazer uma conta rápida para estimar a frequência com que isso acontece. Para que um mês possua cinco desses dias, basta que comece em uma sexta-feira e tenha 31 dias. As chances de um mês aleatório começar em uma sexta, pela isotropia da semana, são \frac{1}{7}. São sete meses no ano com 31 dias (usando os ossos da mão para contar fica fácil), então a chance de um mês ter essas duas características é \frac{1}{7}\times\frac{7}{12}=\frac{1}{12}.

Esse evento acontece, em média, uma vez por ano, não uma vez a cada 823 anos, de onde tiraram esse número?! Ele nem funciona! Janeiro de 2839 não terá cinco sexta, cinco sábados e cinco domingos! O primeiro dia de janeiro de 2839 é um sábado, não uma sexta. Se você quer repetição, um número desses seria formado com o produto da duração de todos os ciclos envolvidos nessa repetição. Por exemplo, a semana tem sete dias e ano bissexto acontece uma vez a cada quatro anos, então tenho certeza de que o mês de janeiro de daqui a 4\times 7=28 anos terá também cinco sextas, cinco sábados e cinco domingos. Isso não funciona sempre porque ano bissexto tem problemas quando o ano é múltiplo de 100 e 400, o que me forçaria a multiplicar por coisa demais, mas isso é um jeito de garantir a periodicidade e é conhecido como teorema de Lagrange. Se você começar uma atividade no domingo e repeti-la de dois em dois dias, depois de sete repetições você voltará a fazê-la no domingo. Se repetir de três em três dias, de quatro em quatro dias, de cinco em cinco dias, não importa; depois de sete repetições você estará sempre no domingo, com certeza absoluta.

O número correto de anos seria um número formado do produto de diversos outros números, cada um correspondente à duração dos ciclos envolvidos nessa periodicidade (semana, ano bissexto). Mas 823 não é apenas o número errado, ele é primo! E não é tão fácil chutar um primo tão alto assim, então parabéns aos criadores do spam, eles conseguiram, por azar, escolher um dos números mais errados possíveis, se existe uma gradação de errado para esse problema.

E o compartilhamento desse spam me causa tanto desgosto porque uma simples volta ao calendário poderia resolver o problema. Esse mesmo evento aconteceu em maio do ano passado, meu aniversário foi em um desses “sábados sagrados dos chineses”. E o que chineses têm a ver com isso? Eles nem usavam o calendário gregoriano!

Por fim, me acalmo. Sei que o combate é vão, que spam são meus gigantes em moinhos de vento, bem como e-mail em azul e a tomada de três pinos, não vencerei. Fica esse desabafo, e esse comentário sobre essa interessante propriedade de repetição de teoria dos grupos. Sei que esse post é inútil, a intersecção de leitores desse blog com quem compartilha esse tipo de abominação é perto de zero, meu alcance é baixo, meu poder evangelístico de apresentar as boas novas de pegar o calendário deste ano e verificar que a mesma coisa acontecerá em julho é pequeno.